E POR FALAR EM PEDAÇOS....

"Are you lost or incomplete?
Do you feel like a puzzle,
you can't find your missing piece?"
(coldplay)

Eu sou em pedaços.
Uma parte em mim é feita de lembranças, de memórias, de infância. De correr na rua, de pendurar-se em árvores, de primeiros beijos e descobertas. De brincadeiras e risadas. De festas animadas no enorme casarão, de mesa cheia, de cores exóticas e pessoas reunidas e lagartos e borboletas no quintal. De família e sorriso. De carpete roxo, tapetes e quadros raros e um quê de glamour pairando sobre tudo. / Uma parte de mim guarda as desilusões, os desgostos, as lágrimas derramadas, os pedestais quebrados, as quedas. Essa parte carrega todas as dores, as feridas, as ferrugens, os espinhos, os nãos. Aqui estão todos os amores não-correspondidos, os desejos amputados, os desprezos sentidos, os amores perdidos (por descuido ou por destino). Os acidentes fatais, as perdas e os corações partidos. Essa parte é uma parte que dói. / Outra parte em mim traz tudo aquilo que cura. Remédios, sprays, unguentos, massagens e doses inteiras de alívio. Os amigos, as tardes em boa companhia, os ombros oferecidos, as cartas de amor, os encontros, os reencontros. Aqui estão todos os abraços, todos os beijos que dei ou que me deram. As pessoas que passaram por mim. As que ficaram e as que eu ainda estou descobrindo. Aqui eu guardo todos os presentes. As mãos estendidas, as acolhidas e os abrigos. / Eu tenho uma parte banhada em erotismo. Que encerra todos os fluídos, as umidades, os banhos e os derramamentos. Nessa parte estão todos os desejos do corpo, as minhas entradas e orifícios... As vontades satisfeitas e as que ainda saciarei. Ficam aqui as delícias, os sabores e prazeres, as degustações, as gulas, a nudez e a sedução. / Há uma parte onde vivem os sonhos. As fantasias, os devaneios, o futuro. Uma parte que idealiza e imagina. Uma parte que cria e rabisca e se movimenta com gestos suaves. Aqui ficam o meu imaginário e os truques. As minhas magias e meus jogos. As ilusões e o fantástico. Aqui ficam as criações e a inspiração. Essa parte é curiosa, questionadora e inquieta! / Uma parte minha é feita de luta, de garra e de força. Essa é galgada em terra firme e insistente que não se abate, que não cede e não seca. Aqui ficam a persistência e a teimosia. O facão que desbrava as florestas densas e abre os caminhos. Aqui estão a coragem, as armas e os escudos. Nessa parte ficam os meus arietes (os que quebram muralhas e vencem barreiras). / Uma parte de mim é mistério. Esfinge com mil perguntas. Encantamentos e segredos. Magia! Aqui fica tudo o que é oculto em mim, guardado com chaves pesadas. Minha Caixa de Pandora. Meus íntimos mais secretos. Meus segredos profundos. É preciso mergulhar aqui com cuidado. Arriscar-se a se perder. / Uma parte é Música. É essa parte que me mantém viva, que me dá oxigênio, me dá de beber e comer. Essa parte é a que me fundiu. Essa parte é a que tornou todas as outras possíveis. / Há outra parte que não sei. Que não conheço e não decifro. Um pedaço ainda não vivido. A palavra que ainda não escrevi ou proferi. Essa parte eu busco diariamente. Meu desconhecido me chama! /... São muitas as partes que me habitam. Sou um quebra-cabeças sem fim. Sou a minha própria esfinge. Enigma de mim mesma. Decifra-me ou........

6 MIL RECADINHOS:

Jorge A. S. disse...

Van,

mil obrigados pela visita e pelo comentário simpático que deixou no Prima Scripta. Estou visitando o blogue e já pude ouvi-la no MySpace...muita coisa boa a descobrir.

O Van Filosofia já mora nos meus linques.

Abreijos.

Sir DoRego disse...

Faltou uma parte de voce a que surpreende todos - a parte da poesia e da sinceridade - mais uma vez te ler é aprender e apreender o que muitos não conseguem dizer. Salve, salve todas as suas partes que juntas escrevem isso que é indescritivel e obrigatório seus escritos deveriam ser obrigatorios.

Paulo Fernando disse...

Mais de demais! Esse texto me remeteu a uma música/poesia do Oswaldo Montenegro intitulado "metade". Se vc não a conhece, recomendo!

É maravilhoso tentar decifrá-las por essas linhas virtuais.

Bjosssss, minha querida!

Van disse...

Conheço sim, Paulo. É linda!!!
E realmente: "METADE DE MIM É AMOR!
E A OUTRA METADE.... TAMBÉM!"
;)
Beijuca

Ricardo Rayol disse...

Partes em pedaços que fazem um todo maravilhoso.

dän disse...

amei, van... lembrei de "Metade", do oswaldo montenegro.

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari