O TEU OUTRO MUNDO

É um outro mundo esse em que vives. Um mundo distante e etéreo que eu não posso alcançar. Chegar até você é transpôr um labirinto de teias invisíveis. Eu te vejo através dos vidros embaçados do espaço e do tempo. Eu te vejo e te sinto. Mas nunca o posso tocar. Eu jamais o terei. É um outro mundo esse em que você está. Esse que meu coração deseja tão irremediavelmente. Nesse outro universo em que habitas eu não posso entrar. É um lugar onde nunca poderei estar. Eu quase sofro. Eu quase choro. Eu quase grito. Eu quase amo. Eu quase gozo (não! isso nunca foi feito de quases... Não pra mim!). O outro mundo em que tu vives é de mim tão distante quanto as geleiras do fim do mundo. Você mora num pedaço vazio em mim. Um espaço de instrumentos ocos, onde vivem todos os sons.... Um lugar de ecos e eternas perguntas sem resposta. Eu te quero. Eu te desejo. Eu te percorro com os dedos da ilusão e da fantasia. Eu te exploro com as mãos da imaginação. Eu te molho com a língua do meu sonhar. Sim! Eu te sonho. Porque esse é o único jeito de invadir o teu mundo de tramas intrínsecas e complicadas. Em meu sonho eu tenho tudo o que eu quero e preciso. Em sonho é você que está ao meu lado. E há sempre música. E há sempre um suspiro e um respirar constante de vida. Você é vida. Vida que entra e sai e percorre meu corpo num suave elevar-se. Sim! É um outro mundo esse em que vives. Sem espaço pra mim. Eu, pra ti, sou nada. E ocupo o lugar do espaço entre as coisas. Onde mora o nada dentro de ti... É ali que eu adormeço. É ali que eu te acordo com voz sussurrada de alma. É no espaço entre o teu coração e o meu que eu moro. É no espaço entre o passado e o irreal. Entre o meu sonho de te ter e o teu sonho de se perder. Você, pra mim é um universo paralelo preso com as correntes pesadas da realidade. Você pra mim, meu amor, é um outro mundo! E mesmo assim, é todo ele. É todo o meu mundo! Que o teu universo - em algum ponto do tempo e da história - encontre o meu!

9 MIL RECADINHOS:

Silêncio de Chumbo disse...

olá!!
pra mim também.. 21 é um numero que sempre me acompanha....

obrigado pela visita.. atualizarei meu blog logo.. passe por lá mais vezes!

muito bom seu blog... parabéns!

Mélica disse...

Oi Van!

Liiiindo..
O amor, entre outras as coisas, é isso: encontrar-se no outro!;)


Estou viajando para Israel na sexta, mas tentarei continuar a blogar todos os dias de lá, ok?

Que tenhas uma boa semana! Beijos..

Thiane disse...

Van, vc me deu um trabalhão. Mas tá lá. Beijos!!!

Ricardo Rayol disse...

Que baita texto. Lindissimo. Que esses universos viajantes se toquem em algum ponto mas que seja no momento certo e não cedo ou tarde demais.

Van disse...

Sim, Ricardo....
As coisas todas têm sua hora certa!
Só pode ser assim......
Beijuca e obrigada pelo elogio!

Better Things disse...

O encontro mais raro, acredite, já aconteceu. Tudo o mais que virá será por isso mesmo.

Sir DoRego disse...

que beleza! o mais legal dos seus escritos...é a velocidade...a leitura...transcorre e sempre fica a pergunta, mas já acabou...não tem mais...é muito legal isso...sempre muito legais seus escritos.

Van disse...

Sir....
Eu espero realmente que nunca acabe!
Que eu sempre possa e consiga escrever coisas que surpreendam e agradem!
Beijuca e mil obrigadas pelas visitas constantes. Adoro todas elas! ;)

dän disse...

vim deixar beijo rapido, to indo pra sp todo dia, por isso o sumiço! beijao, saudade de vc van.

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari