PACIÊNCIA!

Paciência! Paciência que todas as coisas vêm a seu tempo! E pra mim também elas virão! Eu sei que eu tenho os meus quereres aflitos, mas o tempo opera silenciosamente e me trará as coisas na hora certa. Há algo que acaba aqui, algo que recomeça ali. E entre uma coisa e outra, existe o tempo da espera. Esperar é uma ilusão. Porque as coisas nunca param. E a minha vontade sabe muito bem disso. É por isso que ela quer com urgência. É por isso que ela deseja com uma angústia de fim. Eu sei que é assim. As coisas nos exigem calma, mas o que nos queima por dentro é tormenta e turbilhão. Nunca calma! Mas a vida é agora! O que eu quero é pra hoje! Eu tenho pressa! E quero as coisas urgentemente. Não quero perdê-las. Quero sugar as coisas e por isso as quero já! ... Paciência! Esperar é preciso. E enquanto espero a vontade me arde. Existe um vazio à espreita. Algo me grita: Tudo a seu tempo! Tudo a seu tempo! As coisão virão todas certas, como têm que ser. O que tiver que ser meu, me virá ter às mãos. O tempo sabe das coisas! Eu quero! Você quer! O teu querer e o meu um dia deixarão de ser furacão e vazio! Paciência que a vontade um dia será satisfeita. Mesmo que hoje tudo seja só vácuo, vastidão, solitude e solidão. Um dia seremos completos! Paciência! Eu espero! Eu espero! Eu espero! Por você, por algo, por outra espera! Enquanto espero, sigo ardendo e desejando e querendo e queimando e sentindo tudo de todas as formas existentes. A vida que se agita dentro de mim também não pára! Sou toda turbilhão e tempestade. Agitação e desejo! Eu me entrego à essa espera cheia de quereres. Eu me entrego às coisas todas! A minha vontade só sabe ser assim. Entregue! Mesmo que eu não tenha em troca, mesmo assim eu mergulho e me entrego de cabeça. E denovo ouço o grito: Tudo a seu tempo! Tudo a seu tempo! Paciência! Eu te espero! Eu espero! Eu espero...

8 MIL RECADINHOS:

Bródi "Tom" Negão" disse...

Lendo este post (muito bom!), lembrei-me de "Paciência", do Lenine, uma bela canção (Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma/Até quando o corpo pede um pouco mais de alma/A vida não pára/Enquanto o tempo acelera e pede pressa/Eu me recuso faço hora vou na valsa/A vida é tão rara...). Conhece?

Van disse...

Tom... Estava ouvindo exatamente essa música quando escrevi o post!
;)
Música linda! Uma das mais lindas de todas! Fica na minha lista de TOP 10!
Beijos

dän disse...

é... paciência do Lenine! lembrei tb. Música perfeita!

ei! ficou lindo demais... acho que serve um pouco para mim tb, caiu direitinho...rs.

van, tô com "sudadi" de vc... nao tem dado mto certo né! eu fico acordada a noite toda e vc ja esta virando uma pessoa normal, q dorme à noite e tal (hehehe).

durante o dia eu nao quero nem saber do pc... mas tudo bem, fases! rsrs..

beijao!
quero ouvir vc cantando sweet dreams! Annie Lenox é a tal.

fui

Ricardo Rayol disse...

paciencia é um arte, eu não tenho isso não. Na maioria das vezes atropelo mas se bem que pensando bem estou bem melhor do que há 20 anos atrás.

Van disse...

Acho que muito desse 'saber esperar' vem com o tempo mesmo!
Jovens são impetuosos e impulsivos por natureza..... Quanto mais envelhecemos, mais aquietamos!
Sempre bom vc por aqui, Ricardo!
Beijuca

Sir DoRego disse...

gostei muito, gostei mesmo desse...

Thiane disse...

Paciência é uma arte, especialmente quando se refere a coisas do coração. Mas a vida é isso mesmo,né? Entregar e deixar que o universo resolva algumas coisas por nós. beijos

dän disse...

beijos!

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari