SO SORRY!

Eu sinto muito! Sinto muito por ter necessidades, por querer algumas coisas, por querer mais! Sinto muito por estar sempre por perto, por permanecer ao teu lado. Eu sinto muito por não suportar a ausência. Sinto muito por não ter te dado tudo o que eu podia. Porque não podia. Sinto muito por ter invadido o teu pensamento um dia, por ter te feito sorrir um dia, por ter te feito ouvir as coisas de modo diferente um dia, por ter te mostrado tantas coisas. Sinto muito! Eu sinto muito por ter sido mais rápida em tudo, por não poder controlar o tempo. Eu sinto muito por ser tão breve pra ti. Sinto muito por ter cantado pra você apenas uma vez com a minha voz mais profunda. Sinto muito por ter ultrapassado alguns limites, por ter me machucado, por desejar tanto. Sinto muito por ter dormido tarde, por não ter acordado antes, por não saber mudar todas as coisas. Sinto muito por sempre deixar as minhas portas (e os meus poros) abertas pra você... Sinto muito por deixar-te tão cedo. Eu sinto muito por ser tão fraca, tão chata, tão presa, tão entregue... Por ser tão pouco e tão pouca! Sinto muito por nunca ter tocado em você. Sinto por não ter escrito uma história diferente. Sinto muito por ser como eu sou. Sinto muito por ter quebrado as suas barreiras, derrubado as suas muralhas... Por ter sido a luz na sua caverna, por ter dito algumas verdades, por ter sentido o que senti. Sinto muito pelo meu olhar pousado e atento. Sinto muito por ter me aberto inteira, por ter te deixado entrar tão dentro. Sinto muito por querer cuidar de você. Sinto muito por não conseguir te esquecer, por pensar em ti. Sinto por tudo! Sinto muito por doer! Por eu ser noite e você dia. Por eu ser a melodia que te embala, por eu ser o som que te invade. Sinto muito por não saber de verdade quem é você. Por estar incompleta. Por estar sangrando. Por estar em pedaços... Sinto muito! Sinto muito por me despedir de coisas que nem sequer existem. Por querer não fugir. Por querer... Por querer! Sinto muito por perder um pouco a cada dia. Sinto muito por ser esquecida aos poucos. Por ser ignorada. Por ser assim tão insignificante. Sinto muito por ser nada! Sinto muito por às vezes ser aflita e urgente. Sinto muito por ser assim tão presente, quando não há futuro e tudo é sempre passado. Sinto muito pelos vôos e magias que eu te dei. Pelas cartas, pelos corações picotados. Pelas coisas que eu fui. Sinto muito por ser sua última prioridade. Sinto muito por não ser sua outra chance. Por não ter as respostas. Por não ser quem você quer... Sinto muito! Sinto muito por ir embora mesmo sem nunca ter estado de verdade! Sinto muito por todos os nãos e impossíveis. Por todas as horas que você desperdiçou comigo. Sinto muito! Sinto por ter mergulhado tão fundo, por ter tido tantas impressões e sensações, por não ter me controlado, por não ter me trancado em mim mesma. Sinto muito, por ter entrado na sua vida, por ter te dado meu perfume, por ter colocado minhas coisas todas nas tuas mãos inconstantes e imaturas. Sinto muito pelo querer que mora em mim. Sinto muito por ser simples, por ser transparente, por ser verdade, por estar na sua mão. Sinto muito por isso. Sinto muito por ser só solidão!

13 MIL RECADINHOS:

Lord Broken Pottery disse...

Van,
Retribuo a visita. Andei por aqui e ouvi tudo como você pediu. Não consegui esquecer do que você escrevia. Continuarei vindo e escutando. Estarei linkando você lá no Lord. Obrigado.
Beijo

Van disse...

Lord, querido....
Adorei a retribuição! ;)
Espero que tenha gostado do VANFilosofia! Até daqui a pouco!
Beijuca

Alê Namastê disse...

Com certeza sentiria muito mais, se não tivesse passado por tanto e sentido sempre de alguma forma...
Lindo texto!
Beijos*

Van disse...

Alê, querida... Isso vindo de você é um baita elogio!!!!!! Sentir é a minha especialidade. Entregar-me também! Muuuito obrigada pelas visitas e comentários.
Beijuca ;)

Daniella Living disse...

Texto lindo, muito sentimento.
Adorei teu cantinho e voltarei assim que possível.
Bjs!

Better Things disse...

Come away with me...

Van disse...

DANIELLA: Siiiim! Volte sim! ;) Obrigada pelo comentário e pela visita!
Beijuca

Silêncio de Chumbo disse...

eita!!
que texto maravilhoso! to com vontade de copiar e colocar no meu blog.... =)

posso te linkar?

bjo

Van disse...

Poooode, claro! Será uma honra.
Já linkei você tb. Beijuca

Moura ao Luar disse...

Um beijo

Ricardo Rayol disse...

Van, são tantas desculpas, tão sinceras e tão intensas, teu texto está maravilhoso. um privilégio ler isso aqui.

Xiza disse...

Perfeito, perfeito e perfeito

Veridiana Serpa disse...

lindo, lindo, lindo... adorei o texto, tão profundo...

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari