A MUTAÇÃO E O IMUTÁVEL

"A unica realidade definitiva é a mudança"
_______________________________
Será? Será que a gente realmente muda? Ou o que muda é apenas a superfície? E aquilo que existe por dentro, no mais profundo, sempre tenta e nunca consegue mudar! Algumas coisas são imutáveis! Outras são pura metamorfose!
_________________________________
São imutáveis os sentimentos que vêm à tona quando a gente achava que não havia mais nada pra sentir. São imutáveis os sonhos que um dia a gente sonhou e que a cada adormecer - parece - vêm nos lembrar de que sempre seremos aquele adolescente que sonhou pela primeira vez... E que o sonho ainda persiste, embora encoberto por um véu de trivialidades. São imutáveis as lembranças. São imutáveis também os sons que nos formaram, as músicas que construíram nosso caráter e nossa história.... São imutáveis as feridas que as pessoas nos abrem. Essas feridas que tornam-se cicatrizes, essas são imutáveis. Os riscos que fazem nos nossos diamantes internos são imutáveis. Tudo o que nos levou a ser o que hoje somos... Isso não muda!
__________________________________
Mudam as ruas, mudam os ares, mudam as águas dos rios que nunca podem parar. Muda a lagarta, mudam as estações, mudam os dias, os gostos, os perfumes... Mudam os lugares, as pessoas. Passam as coisas, as pessoas. Vem.Vão. Ficam, talvez (isso depende da vontade de ambos).
_________________________________
Mas o que eles - os lugares - e elas - as pessoas - sussitam e causam em nós... Isso é imutável! As cartas que guardamos são imutáveis. Os móveis que mudamos de lugar tantas vezes... Não são eles que mudam. Somos nós. As sensações do desejo e do querer desesperadamente algo, não mudam. As declarações de amor aflitas e afoitas ditas à flor da pele... As coisas que não admitimos nem pra nós mesmos... Isso é imutável! As promessas quebradas são imutáveis. Os amores não vividos, as paixões mal resolvidas, isso torna-se imutável e nos acompanha por muito tempo. A nossa rotina, o cotidiano enfarpado que criamos pra nós... Imutáveis. Esquecer é imutável. Os beijos que demos, as águas em que mergulhamos. Os erros e acertos que insistimos em repetir não mudam. O ESPELHO QUE NOS REFLETE POR DENTRO... É IMUTÁVEL! NADA MUDA a não ser você mesmo! Não mudam as canções, mas os ouvidos que as escutam. Não mudam os sabores, mas as línguas que os experimentam. Não mudam as estações, mas as sensações na nossa pele. A pele..... não muda. Renova-se mas continua sendo nossa pele. E isso é imutável! O que um dia a gente já sentiu de bom, fica em nós pra sempre. Intacto! Inteiro! Lembrança! Intocável! O que existe entre um ser e outro não muda. Nem a morte muda!
_________________________________
E a única verdade imutável é a Transformação. Mas o que nos muda torna-se imutável em nós!!!!! E tudo isso que é imutável, justamente porque assim o é, muda a gente constante e definitivamente. O fato de que vamos inevitavelmente mudar....... é imutável! E no fim, mudar ou não mudar é uma decisão nossa! Posso escolher ser a lagarta ou posso querer ser a borboleta.

***********************************************
MUDE - by Edson Marques

"Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa. Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa. Tome outros ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos. Veja o mundo de outras perspectivas. " ... Leia mais aqui!

17 MIL RECADINHOS:

DM disse...

OI VAN,
Ando correndo tanto, que nem tem dado tempo de visitar meus "lugares" preferidos, como esse seu espaço aqui ... Maravilhoso este teu ultimo post...
AGORA FILOSOFANDO COM VOCÊ:

Acho que ninguém muda na sua essência, no seu interior, cada um possui a sua natureza particular e peculiar ....

Sonhos tb. não mudam, apenas permanecem adormecidos ou são postergados ... Coisas boas nunca mudam, e infelizmente as ruins tb. não ...
Concordo com o seu final, talvez a única verdade imutável é a transformação !!!


Beijos, adoro passear por aqui !

Van disse...

É o que eu penso também, amore.
A essência é imutável.
A superfície é metamorfose.
"Sonhos não envelhecem" também.
O que a gente desejou um dia, vive em nós, assim imutável, pra sempre.

E um brinde à filosofia!
;)
E eu adoro quando você vem!
Beijuca

Ricardo Rayol disse...

Caraca, isso que eu chamo de jogo perfeito de letras e idéias.

Edson Marques disse...

VAN,


Como você bem disse, "a unica verdade imutável é a Transformação".


Teu texto está absolutamente bem escrito. E sinto-me honrado por ter merecido um destaque aqui no teu blog!



Abraços, flores, estrelas..


.

Van disse...

RAYOL
Que elogio maravilhoso!
Você é sempre certeiro nas palavras!
Obrigada, querido!
Beijuca

EDSON
Você merece isso e muito mais, querido!
Sou sua fã incondicional!
Amo tudo o que você escreve!
Merecido! Eu é que me sinto honrada por ter te encontrado por aqui.
Beijuca

Flávia disse...

Mudar... um dom dos sábios, que permite transformar em extraordinário algo a que já não se tinha apreço.

Estou aprendendo essa arte...

Beijos!

rafael disse...

Também levanto minhas palavras para brindar a filosofia, e ofereço um brinde especial a Vanfilosofia.

Essa que nos transforma a cada texto e permanece sempre bela e imutável ao fazer morada em nosso ser!

beijos

Leticia disse...

Eu só não mudo daqui!
Van sem palavras...texto caiu como uma luva para mim hoje.Acalmou a alma, obrigado por isso.

Osc@r Luiz disse...

Mutações ocorrem ao acaso.
Gregor Mendell descreveu isso enclausurado com as suas ervilhas num mosteiro na Tchecoslováquia.
Elas são fruto de pequenos "desajustes" na "linha de produção e replicação" do DNA.
Tudo o que acontece no DNA (Genótipo) se reflete diretamente do Fenótipo do indivíduo.
Sometimes, that's bad. Sometimes, is good.
Quando não ajuda, atrapalha, e aquele indivíduo torna-se mais frágil que seus concorrentes na linha de sucessão evolutiva.
Seu destino então é certo: ele vira vítima de um cruel mundo natural onde a competição e a predação determinam quem vai sobreviver.
Porém, quando a mutação oferece vantagens, aquele indivíduo ganha um "boost" de sobrevivência e eficiência contra os seus predadores e competidores.
Um dia, uma dessas mutações ao acaso nos deram duas características muito vantajosas, o que nos tornou preponderantes no planeta enquanto espécie: polegar opositor e telencéfalo mais desenvolvido. A combinação desses dois caracteres fenotípicos, nos tornou capazes de manipular as coisas e de armazenar as experiências e o raciocínio surgiu em decorrência disso.
A natureza é sábia em promover as mudanças necessárias de maneira natural. Será que devemos tentar contrariá-la?
E deixou outra pergunta no ar: para que estamos usando essas benesses que nos foram concedidas pelas mutações?
Há muito que se refletir ainda. Há sim que se mudar. Mas para que? E a que preço?
Beijos, querida. Só vejo o seu blog mudar para melhor. Está de parabéns! O acaso está sempre te favorecendo.
Um grande beijo com saudades.

gdec disse...

Van V. sabe...
Fez-me lembrar este soneto. E esse é o melhor elogio que lhe posso fazer:

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,/ Muda-se o ser, muda-se a confiança;/ Todo o Mundo é composto de mudança,/ Tomando sempre novas qualidades.//Continuamente vemos novidades,/ Diferentes em tudo da esperança;/ Do mal ficam as mágoas na lembrança,/ E do bem -se algum houve...-as saudades.// O tempo cobre o chão de verde manto,/ Que já coberto foi de neve fria,/ E em mim converte em choro o doce canto.// E, afora este mudar-se cada dia,/ Outra mudança faz de mor espanto:/ Que não se muda já como soía.

Luis de Camões

um beijo
geraldes de carvalho

Erika disse...

coisa que nunca muda em mim é a alegria de te ler.


beijos irmã gêmea.. saudades

Van disse...

FLAVIA
Sábias palavras!!!
Beijuca, querida!

RAFAEL
Querido, que palavras deliciosas e lindas! Eu me derreto com a forma com que você escreve! Você é muito bom nisso, sabia??? Aff!!!! Nem merecia comentários tão lindos! Obrigada! De coração. Beijuca

LETICIA
Muda não! Fica aí! ;)
Beijucas

OSCAR
Nussa! Isso não foi um comentário!
Isso foi uma verdadeira aula!
Digna da letra V !!!
Até que chegou rápido ao fim da lista.
Obrigada querido.
Saudades também.

GDEC
O maior elogio de todos é ter você por aqui, querido!
Te adoro e tava com saudades!
Bem-vindo de volta!

ERIKA
Eeeeeeeeeeeee!!!! Lindaaaaaa!
Obrigada, queridona! :D
Você por aqui também é demais!!!
Beijuca

Fernanda Passos disse...

A dialética devassada pela Van filosofia.
Gostei. Seu texto é muito coerente. A princípio considero que tudo muda. Mas você conseguiu demonstrar que o simples fato de que tudo muda, sobretudo nós, já contém em si algo imutável: a própria mudança, o devir, o vir-a ser.

Texto excelente.
Vou virar uma assídua leitora de teus escritos.
Obrigada pela passagem lá no Poesia na Veia.

Van disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Van disse...

FERNANDA
Bem vinda então, querida!
E muito obrigada. Que bom que gostou.
Vou linkar você. Beijuca

Better Things disse...

Mutatis mutandis, muda-se de roupa íntima para permanecer vestido. Eheheheh.

Osc@r Luiz disse...

Não é que chegou rápido...
É que pro seu eu peguei um "atalho".
Hahahahah!
Beijo!

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari