A VIDA NECESSITA DE PAUSAS. O CORAÇÃO NÃO!

" Presta atenção nas pausas, as pequenas,
que inesperadamente o destino te concede!
Um dia, "O-que-virá" surgirá assim!
"

( Friedrich Doldinger)
_________________________________________
Meu coração é um imenso livro, esperando na estante pra ser lido com olhos mansos; pra ser aberto por mãos delicadas; pra ser arejado com respirar tranquilo; pra ser tocado com dedos mágicos e raros. Meu coração é um imenso livro onde cada página é feita de sonho e canção. Meu coração - indecifrável - é feito de espera.
____________________________________
O destino vive colocando as coisas na nossa frente o tempo todo! O problema é que nem sempre a gente vê. É mais ou menos como aquele livro na prateleira que há tanto tempo a gente quer ler mas sempre acaba deixando pra depois. Alguns livros são assim: tem sempre um que há muito tempo está ali, mas nós nunca o abrimos. Até que um dia, finalmente resolvemos dar uma chance ao coitado, o pegamos e o lemos numa sentada só! E - SURPRESA! - geralmente ele vem na hora certa e nos diz exatamente aquilo que a gente precisava ouvir.
Com a nossa vida não é diferente. As coisas estão sempre à nossa frente, nítidas, claras, brilhantes.... A nossa cegueira é que nos impede de ver tudo isso. Tão ocupados estamos em olhar pros nossos próprios umbigos que tudo o que existe de mais rico e importante corre o risco de passar desapercebido ou ficar esquecido num canto.
A mesma coisa vale pras pessoas. Aquelas que aparecem na nossa vida e que muitas vezes nós não damos importância. E elas passam... E quando percebemos, já as perdemos. E quanta coisa nós deixamos de aprender e viver..... Só porque somos cegos demais, ou medrosos demais, ou distraídos demais, ou ocupados demais.....
As pausas, as pessoas, os sentimentos... as coisas existem na nossa vida sempre por um motivo. Nunca por acaso! É preciso sabermos ver! Senão elas se vão..... E o destino pega um desvio.... Tudo acontece na hora certa.... e quando aparentemente nada acontece, "há sempre um milagre que não estamos vendo"... Milagres acontecem o tempo todo diante de nós... É preciso apenas nos entregarmos ao que o nosso coração quer e usarmos de muita intuição pra vê-los acontecendo.... Difícil é passar por essa vida e não abrir os livros e as pessoas e lê-los por inteiro! Porque está tudo ali..... Na nossa própria estante! Tudo - e todos - que aparecem nas nossas vidas, têm um motivo e um porquê. Abra os olhos, senão você perde... As pausas, os milagres, os livros.... As pessoas.

Por Van Luchiari© - Se for copiar, cite a fonte.

5 MIL RECADINHOS:

Prill disse...

acredito que às vezes está ali o tempo todo, mas não no tempo certo. não no tempo ainda.
acho que é sábio abrir o livro quando se percebe que, agora sim, é a hora de lê-lo. gosto do novo cinema chinês porque rola uma linguagem pop, mas geralmente muito sóbria e sensível. assisti um ontem que acho que você ia gostar muito das reflexões, Van. deixa eu ver o nome... é "O Jogo da Vingança". se conseguir encontrar.. me diz uma coisa, você é de onde (acho que nunca perguntei isso...)

e sim, o Rubens Paiva continuou:
A mulher de 31 cansa de ser estrangeira, volta ao Brasil e quer se casar, mas não com o catalão, que não sai da Espanha. Ela volta pra sua cidade, seu País, aluga um apê nos Jardins. Ela sabe que o ideal é um carinha bonzinho, que lhe dá segurança, que pode ser um grande pai. Liga pro ex, o primeiro amor, que conheceu aos 23 anos, largou a arquitetura e trabalha com o pai, que fabrica esmaltes. Era o único com quem trocava e-mails de Barcelona. Ela, pouco a pouco, o seduz, e ele se deixa levar. Namoram. Todos os amigos recriminam: "De novo?!" Foda-se o mundo. Casam-se. Nada oficial; ele vai morar com ela.

A mulher de 32 anos apaixona-se pelo filho que acaba de nascer. A coisa mais fofa do mundo. Casar é duro, ela descobre. Casamento é outra praia. De tombo e correntezas. Casamento é insistir num projeto contra o que as tentações conspiram. Vai ao cinema quando pode. Ao invés de assistir ao filme do ex-namorado cineasta, que estreava, entra na sala ao lado.


beijos

Thiago disse...

oi linda... concordo com vc. A vida pega mesmo um desvio, geralmente pra um lugar que não conhecemos... É preciso sim, viver, e abrir os olhos pros livros, e pras pessoas que estão a nossa volta, senão elas se vão, ou, como vc disse, a vida desvia... E tem muita gente indo pro desvio...
beijos querida

Van disse...

PRILL
Adorei a mulher de 31.... Sinto-me próxima dela, já à frente, mas próxima. Moro em Ribeirão Preto - Interior de São Paulo, querida. Fico a 300km da capital. Morei em Sampa por um tempo, mas voltei pra cá buscando uma qualidade de vida melhor e pra estar perto da minha família. Tirando o calor infernal e a secura, adoro essa terra. Está convidada, amore. Quando quiser, venha conhecer!

THI
Não tem ninguém indo pra desvio nenhum! Fica bem, querido!
Beijuca

Thiane disse...

Hoje aconteceu isso comigo. Peguei de novo uma traição, mas esta veio pra fechar um ciclo, me livrar de culpas passadas, me colocar num novo caminho, na direção certa. Era exatamente o que precisava acontecer. O duro só é que essas coisas dóem. Mas vamos lá... Assim é a vida.

Sir DoRego disse...

o coração nunca necessita de pausas...necessita de sentimentos especiais....so many special feelings in the world and real espectations...como diria Ben Harper and Vanessa da Mata...Only espectativas...somente spectations...
saudações sinceras

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari