QUEM É VOCÊ?

Quem é você?
Você que mora no meu desconhecido. Você que é mistério e silêncio dentro de mim. Você que eu não conheço e no entanto espero e em quem mergulho deliciosamente num sonho profundo e entregue de mares, luas e estrelas.
Quem é você?
Que sorrateiro, invade todas as minhas letras e devora todas as minhas palavras. Que ser é você que me grafita em paredes ásperas com as línguas cruéis do querer? Você que enfia com as mãos as canções dentro do meu corpo. Você que de dentro da sombra me espreita e grita o seu grito mudo e enfeitiçado. E me arrasta até seus braços como encantada.
Quem é você que vive no mais recôndito pedaço de mim e desvenda o meu segredo mais oculto? Você que é pergunta sem resposta.
Seu coração é um mistério. Um caminho onde eu me perco.
Quem é você?
Você que nunca me viu de verdade. Pra você eu fui um nada. Fui um nunca. Aninhei-me em seu esquecimento profundo.
Quem é você que mudou de estrada antes de chegar até mim? Você que desapareceu em meio à bruma densa onde o meu braço não alcança. Você que meus olhos vêem mesmo que pra os seus olhos eu mesma seja invisível.
Quem é você que nas suas mãos o meu desejo se lança, indecifrável e único?
E todo o perto torna-se incerto. E todo o longe torna-se perto. E todo o desejo torna-se úmido. E todo suspiro torna-se noite. E todo sorrir torna-se luz.
Quem é você?
Você que é um buraco-negro entre o tempo e o gozo. Você que mora onde a minha verdade habita. Você que habita onde o meu infinito dança sua dança invisível. Você que é o meu silencioso abismo... de onde eu me jogo e me liberto. E me arrebento e me prendo.
Quem é você? Tão desconhecido. Tão intimamente decifrável e tão intuitivamente dentro de mim. Você que alcança todos os meus vazios. E os preenche com suas palavras e flores. E os completa com seus sentires transbordantes.
Quem é você?
Que me faz mergulhar no ar e arriscar-me perder-me nos caminhos dos ventos? Você que canta onde as palavras calam. Você que finda onde o poema grita o que eu não posso gritar, mas sussurro o tempo todo, mesmo que você não ouça....
Quem é você?

Por Van Luchiari ©

20 MIL RECADINHOS:

Flavinha disse...

Seu texto me fez pensar nas perguntas que me faço sem encontrar resposta e nos meus abismos particulares - onde busco a minha liberdade sorvendo a vertigem proporcionada pela queda livre.

Quem é vc, Van??? Mulher... que texto...

Me fez pensar.

Beijo!

Mila disse...

Pois é... quem é você?? O você por trás de você??? O você dentro de você??? Por aqui... prefiro perguntar... Quem é você que habita fora da Van???
Beijos Mila

Nil Brito disse...

Eu sou um só, feito de muitos,
a substância de tudo, pois dois não há.
O Todo sou eu. A Criação sou eu!
O que eu quero, eu faço,
e vejo meus desejos fluindo, realizados...
Pois eu sou o conhecedor e o conhecido.
O súdito, o trono e o rei.


Eu sou Nil Brito, Mestre de Mim Mesmo



bjs saudosos

Leticia disse...

Querida preocupada contigo...dá sinal de vida , por favor.
Texto perfeito como sempre, sabe o curioso: vamos morrendo nos surpreendendo com nós mesmos.
bjks

Mestre Splinter disse...

Eu ia perguntar o mesmo que já foi perguntado, quem és tu, señorita Luchiari, que nos arrebata com estas palavras tão intensas e sentidas?...

...mas como já te foi questionado isso, outra vez fico sem palavras diante de ti...

...de agora em diante, me resigno e me calo...

...mas me atrevo ainda a arriscar meu palpite: tu és a mulher que não existe, a silhueta em nossos devaneios, aquela que povoa fantasias e sonhos ocultos...a musa e a poesia encarnadas em um só ser inspirador...

Não, tu não existes...e eu estou sonhando...não me despertes! Tenho até ganas de escrever outra vez ao te ler, coisa que não me arrisco há muito...!

Gracias, gracias, señorita...

Beth disse...

Pois é .....
Quem es tu? Que indagas e colocas interrogações em coisas que não há respostas?
Quem és tu?

Menina da Imprensa disse...

Tudo aqui é bom, tudo aqui tem som e sabor... Esse negócio de blog é máquina de fazer doido, doidos com sanidade na palavra... Eu sou café com leite nessa brincadeira...
Morangos e migalhas em 1º de Agosto, passou de bonito, é belo mesmo! Pulei o muro da sua vizinha, a médica do discurso(Flavinha), e cheguei aqui...
Também sou Vanessa,também sou menina, agora também sou blogueira, mas poetisa feita TU jamais poderia aceitar também( a não ser que fosse de alguém como Flavinha, ou extra-terrestres do gênero), e não tenho dom pra poesia, só me encanta o poder da palavra...Grande prazer conhecer isso tudo aqui!

Paula Calixto disse...

O eu habitat no outro!

Beijos, lindeza.

Van disse...

::: FLAVINHA e MILA
Quem sou eu? Sou apenas alguém tentando sobreviver aos furacões e tsunamis que a vida resolveu me impor. Apenas uma pessoa comum, um nada, um ninguém que sub-existe e luta.

::: NIL
Prazer em conhecer!
Saudades também.

::: LÊ
Estou sobrevivendo. Morrendo um pouco por dia. Insistindo... Tentando ser forte e corajosa.
Obrigada por se importar.

::: MESTRE
Inspiradoras são as coisas que você me escreve. Que delícia de ler! E sim... Escreva. Escreva mais! Escreva sempre! Se o fizer terá uma leitora fiel. Eis-me! Mesmo se acordar eu aqui estarei.
Beijuca

::: BETH
Ahh, querida... Também eu queria saber quem sou!

::: MENINA
Uma xará..... :)
Que delícia te receber por aqui. Que bom que gostou. Espero que volte! Venha sempre que tem todo dia um café quentinho pros amigos que chegam. Adorei seu comentário. Você é um amor! Obrigada querida!

::: PAULA
Maçãzinha querida... Engraçado você falar em Habitat logo na semana em que estou de mudanças. Mudo a casa de lugar. Um pouco fica, um pouco vai. A metade que vai está incompleta. Eu bem que precisava habitar em mim... Por inteiro novamente! ... Em breve! Em breve serei completa e irei habitar em mim com tudo o que me faltava.
Beijuca

Thiago disse...

oi querida... seus textos me deixam sem direção sabia??? onde vou guardar todos os livros que vc vai publicar? hein? hein? Porque, claro, vou ter todos eles lá na minha estante, com fotos suas(claro hehe)... Smacks !!!!

a calma alma má disse...

de quem são todas as vozes que falam dentro de nossas almas?
de quem são os olhos que nos olham de volta?
de quem são essas mãos estendidas esperando as respostas?
de quem são as perguntas?
Vanzinha, quem, de quem, o quê? Juro que quando eu achar algum porquê te digo.
Beijos

Tatá disse...

Van,
Babei aqui. Seu texto me fez refletir um 'bucadinho' e me pego pensando em quem sou eu...Poxa, melhor nem saber!
E agora, "Quem é você?" Quem? Você é quem aperta o START nessa minha cabeça aqui...
Decifrável, gostei dessa palavra. Será que tudo, realmente, o é?
Mas a minha certeza: VOCÊ é quem canta onde as palavras se calam, pode estar certa disso.
Lembrei de Zizi, ela cantou: "Quem é você, por que te vejo sem te ver...Me faça enfim te conhecer pra eu ser feliz."

Beijos, amore.
Saudades de tu!!!
;)

Mestre Splinter disse...

Viste? Não é só a mim que tu inspiras...na verdade, já vens instigando loucos e poetas há tempos, cara musa...

...com tua licensa, hoje é sexta e eu preciso percorrer sete cidades....

...meu nome? Comum, se te interessas...mas tenho vários, e todos verdadeiros...e muitos que sabem deles não me conhecem...

Hehehe, desculpa se forço um mistério, mas me provocaste, e eu adoro isto, hehehe... Um beijo p'ra ti, moça, se me atrevo a tanto!

Mestre Splinter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mestre Splinter disse...

Já te linkamos lá, inaugurando a seção ''com banner 3'', em ''Amigos''...

...com esse teu olhão verde e tudo!

Se quieseres largar lá um parecer sobre nossas postagens, creio não precisar dizer que és mais que bem vinda!

Tudo de bom! Paz, Luz, Sorte...e Perseverança!!!

Osc@r Luiz disse...

Sou aquele que está te oferecendo um merecido prêmio hoje lá no Flainando.
:)
Beijo! Saudades!

Adao Braga disse...

Voce me descreve assim tão bem, e ainda pergunta: Quem é você?

Eis-me ai no texto!!

Adao Braga disse...

Voce me descreve assim tão bem, e ainda pergunta: Quem é você?

Eis-me ai no texto!!

Gabriel (Sir DoRêgo) disse...

Você é a que escreve o que muitos não conseguem escrever...e por isso todos devemos saber quem é você!

Van disse...

::: THI
Brigada, querido!

::: ALMA
Querida, fico esperando alguma resposta. As perguntas são mesmo difíceis!

::: TATÁ
Linda, saudades também. E eu AMO essa música que você descreveu. Na verdade ela foi minha inspiração pra esse post.

::: MESTRE
Também gosto de mistérios! Eu mesma sou bastante misteriosa! (sou???) Mas MUSA.... aí já é exagero seu, querido! Fico lisonjeada! Você é que é muito gentil!

::: OSCAR
Brigada pelo prêmio! Esse eu confesso que gostei de ganhar. Realmente! Valeu, viu? Beijuca

::: ADÃO
É você então? Hmm, terei que ler tudo denovo pra reconhecer-te! ;)

::: SIR
Querido amigo... Quisera eu mesma saber quem sou! Essa busca é eterna e constante! Adoro você. Beijuca

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari