PRA ONDE?

UPDATE:
Tem nova postagem no
INNER ME e poemeto fresquinho no PSEUDO-POEMAS. Passem por lá.
____________________________________________________________________________________


Pra onde eu vou?

Pra onde eu vou agora que você me deixou?

Você me acometeu.
Roubou meu coração, sorrateiro, vil e doce.
Jogou perigosamente comigo... e ganhou.
Arrematou a minha vida, invadiu o meu eu.
Enganou o meu destino numa ilusão de ser meu.

O meu caminho se perdeu depois que cruzou o teu.
O destino virou-se todo. Contorceu-se e deu um nó.
Laçou-me em minha própria armadilha.
E agora essa tua imagem, essa tua vida
tornou-se o meu cais, a minha ilha.

Agora me diz pra onde eu vou?
Pra onde eu vou pra te achar?

Pra onde vou pra não te perder?

Não há caminhos pra longe de ti.
Tudo está bagunçado. Misturou-se tudo em mim.
Perdi minha existência dentro de ti.
Desmaiei meu amor nas tuas palavras.
Entreguei-me a cada letra tua, antiga e longínqua.

Você domou tomos os espaços em mim.
Cada pensamento. Cada dia. Cada noite, cada ar.
Suavemente intoxicantes e invasivas,
tuas rimas foram me entrando, roubando meus tremores.

Tua presença foi me tirando aos poucos de mim mesma.
E tudo o que eu sou embaralhou-se profundamente ao que tu és.

Não há mais saída. Em mim tua vida é um imenso labirinto.
Um mistério que eu decifro com respirar lento e afrodisíaco.
Não há mais trilhas nem embarcações
nem pedido de S.O.S. que te levem de mim.

Perdi-me em tantas tempestades que nem sei mais.
Abri as minhas janelas e portas para todos os teus cais.
Mas ao fim de tudo, estou presa ao que tu és.
Indefesa e profundamente.
A tua presença me habita, continuamente.

Agora me diz pra onde eu vou?
Pra onde eu vou pra te guardar?

Pra onde eu vou pra te esquecer?


Eu queria existir nos teus profundos como tu existe nos meus.
Despir meu destino pra tornar-me o teu.
Porque você se foi eu não consigo nem rimar!

Agora me diz pra onde eu vou?
Pra onde eu vou pra não acabar?

Pra onde eu vou pra não acabar?


Por Van Luchiari ©

7 MIL RECADINHOS:

Antonio Ximenes disse...

Van.

Encontrando sua força interior... você irá para onde desejar... qualquer lugar...

Abração forte.

Paulo R. Diesel disse...

Acho que já sabes pra onde ir.
Acho que já chegastes.

Bj Van

adaobraga disse...

Quer meu endereço?

Van disse...

ANTONIO
Tem toda razão!
Onde eu quero está em minhas mãos.
Beijuca

PAULO
Há dias em que eu sei onde ir.
Há dias em que tudo é mistério.
Se cheguei.... Não sei bem onde.
Beijuca, querido.

ADÃO
Quero.

a calma alma má disse...

Van,
Você querendo saber pra onde ir e eu querendo conseguir deixar ir - depois de tudo.
Saudades de andar aqui pelo teu canto.
Beijos

Sandra Leite disse...

eu adoro sua intensidade e perplexidade.
Muito bom te ler e ouvir ;)

beijos

FERNANDO disse...

Vã, você é uma poetiza. Mesmo quando escreve tristemente, tuas coisas parecem-se tão belas...

Sinceramente, fiquei triste com esse poema. Você está bem?

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari