HOJE NÃO

"Meu desejo se confunde com a vontade de nem ser." (Zeca Baleiro)

Hoje eu não quero sorrir.
Escondo minha face sob a sombra dos azuis.
Crio perfumes com o veneno do teu descaso.
Teço um precipício com as tuas ilusões.
Encubro de véus a minha alma embotada.
Componho vazios com as promessas não cumpridas.
Despejo vulcões sobre as tuas prepotências.
Não. Hoje eu não quero sentir.
Não quero nem mesmo escorrer as decepções.
Nem minhas mãos, nem meus fluídos.
Nem isso.
Hoje eu não quero sorrir.
Fecho os olhos para a luz que devassa as frestas.
Recolho as minhas tempestades à incômoda crisálida.
Hoje eu não quero existir.
Risco as rimas de todos os orgasmos.
Apago meus poemas da tua memória superficial.
Rasuro meu desejo.
Amasso as vontades que um dia eu tive.
Descanso meus dedos e emboto meu sexo.
Dispenso os sentidos.
Seco os lábios.
Viro a cara pros chamados.
Hoje não atendo os pedidos.
Não leio os poemas.
Anestesio o tesão.
Desligo os encontros.

Hoje não.

Por Van Luchiari ©
Foto: negateven



Postagem nova no SECRET LOVE também. ( "Fim" )
Proibido para menores.



21 MIL RECADINHOS:

Maldito disse...

Que isso...
Porque tão séria? Coloque um sorriso nesta face,...

B js

Fabio Rocha disse...

Belo ritmo. Beijos

Leticia disse...

É tem dia que queremos descarregar o 'tudo' rotineiro .Pode estar ausente , algumas vezes , e são muitas , é renovador.

Bjks moça.

Graça Pires disse...

Não sorrir. Não sentir. Desligar os encontros. O poeta é mesmo "um fingidor"...
Um beijo Van.

Secret Love disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Van disse...

MALDITO
Pra você ó:
=))))))))))))))))))))))))))))))))

FABIO
Obrigada, querido. Teus poemas são lindos. Dei uma boa olhada em muitos deles na tua página. Ganhou uma fã.
Beijucas


Ah, querida. Todos nós precisamos de pausas vez em quando, né? Eu ando assim, mergulhada em mim. Imersa. Completamente. Pelo menos isso tudo vira poesia. Aliás, poesia é a única coisa que me sai ultimamente.
Saudades viu querida?

GRAÇA
Só mesmo uma alma de poeta feito a sua pra sacar isso!!! Eita percepção afiada! =)))))
Beijucas, lindeza.

Teu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teu disse...

Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derribar, e tempo de edificar;
tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;
tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora;
tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

Eclesiastes 3: 1-8

Van disse...

TEU
O tempo! Sempre ele!!!
Senhor de tudo.

Bill Falcão disse...

Sim, desligar é preciso!
Bjooooooooooo!!!!!!!

iara disse...

tem dia que a gente simplesmente NÃO...é só isso....
bj

Van disse...

BILL
E como!!! Mode: OFF!
Beijucas

IARA
É lindeza... Meus dias andam assim. Simplesmente. =( Amanhã, quem sabe eu amanheço SIM.
Beijucas

adelaide amorim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
adelaide amorim disse...

Oi, Van!
Dia sim, dia não - é a vida...
Passando pra deixar um beijo.

Paulo R. Diesel disse...

Nem amanhâ????

Van disse...

ADELAIDE
É isso. Já cantou Cazuza, o poeta pop: "Dias sim, dias não eu vou sobrevivendo sem um arranhão..." É isso. Sobreviver. Nos dias de sim e nos dias de não.
Beijucas

PAULO
Amanhã é outro dia. E quer saber? Hoje já é amanhã. Mil sorrisos pra você. =))))))) Beijucas

Victor Oliveira Mateus disse...

Gostei muito!!!
Acho que é mesmo a questão do fingimento do ( e no) poeta: o
poema diz "não" e lá dentro ouve-se
um "sim".
Bjs.

Mestre Splinter disse...

Hahahaha!...why not?








...vou te confessar uma coisa:... aprendi que, na maioria dos casos, ´´não´´ significa ´´talvez´´...

...belo poema, mesmo assim!...

Mestre Splinter disse...

...é que o fogo depende da fagulha adeqüada p'ra poder queimar... e de encontrar-se o pavio, if you know what i mean...hehehehe...

Van disse...

MESTRE
Sei bem o que quer dizer. Você é sempre sábio né, querido?
Beijucas

Mestre Splinter disse...

...:(

...não. Sou só outra dessas vozes que aparentam saber...



...volto p'ra te ler, assim de verdade, assim lentamente, assim que der... e perdón otra vez...



...gracias por perder-te o tempo ainda, ao lembrar de mim! Hehehe... hasta siempre, señorita!...el beso aquel...

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari