QUEM É VOCÊ?


Quem é você?

Você que mora no meu desconhecido. Você que é mistério e silêncio dentro de mim. Você que eu não conheço e no entanto espero. Em quem mergulho deliciosamente num sonho profundo e entregue de mares, luas, geleiras e estrelas.
Quem é você? Que sorrateiro, invade todas as minhas letras e devora todas as minhas palavras. Quem é você que me grafita em paredes ásperas com as línguas cruéis do querer? Você que enfia com as mãos as canções dentro do meu corpo. Você que de dentro da sombra me espreita e grita o seu grito mudo e enfeitiçado. E me arrasta até seus braços como encantada. Quem é você que vive no mais recôndito pedaço de mim e desvenda o meu segredo mais oculto? Você que é pergunta sem resposta. Que tem o coração feito um mistério. Um caminho onde eu me perco. Você que nunca me viu de verdade. Pra você eu fui um nada. Fui um nunca. Aninhei-me em seu esquecimento profundo. Quem é você que mudou de estrada antes de chegar até mim? Você que desapareceu em meio à bruma densa onde o meu braço não alcança. Você que meus olhos vêem mesmo que pra os seus olhos eu mesma seja invisível.
Quem é você que nas suas mãos o meu desejo se lança, indecifrável e único? E todo o perto torna-se incerto. E todo o longe torna-se perto. E todo o desejo torna-se úmido. E todo suspiro torna-se noite. E todo sorrir torna-se luz.
Quem é você? Você que é um buraco-negro entre o tempo e o gozo. Você que mora onde a minha verdade habita. Você que habita onde o meu infinito dança sua dança invisível. Você que é o meu silencioso abismo... de onde eu me jogo e me liberto. E me arrebento e me prendo. Quem é você? Tão desconhecido. Tão intimamente decifrável e tão intuitivamente dentro de mim. Você que alcança todos os meus vazios. E os preenche com suas palavras e flores. E os completa com seus sentires transbordantes.
Quem é você? Que me faz mergulhar no ar e arriscar-me perder-me nos caminhos dos ventos? Você que canta onde as palavras calam. Você que finda onde o poema grita o que eu não posso gritar. Sussurro o tempo todo, mesmo que você não ouça....
Quem é você?

Por Van Luchiari ©

20 MIL RECADINHOS:

Teu disse...

Lindo, Van! Mas eu não ouso dizer quem é.
Você é uma raridade no meio de tanta mediocridade. Sua ausência faz falta. Não faça isso não... ;-)

Mago Ykhro disse...

Van, caríssima, isso é muito forte!
Por acaso você mesma é a respiração desse mistério, de onde ele retira o encanto que o torna tão próximo do humano.

Ghost Writer disse...

Teus sentimentos respiram e transpiram em cada verso. Amei. Beijo!

Ghost Writer disse...

Esqueci de assinar, Van. Rose de Castro - Ghost Writer e Poeta

Mestre Splinter disse...

´´...sou o sonho de tua esperança
tua febre que nunca descança
o Delírio que te há de matar!...
´´






...hehehe, brincadeirinha, perdón!... Mas é um belo poema, de qüalquer forma, este do Álvares de Azevedo, não concordas?...(é que eu também perambulo por impuras trevas, si me comprendes...)




...se estas perguntas fossem endereçadas a mim, bueno, ''se''(ôigale, palavrinha chata)... te diria que sou apenas uno más, otro homem comum que se encanta com as coisas belas...e, como todo homem simples, possui uma consciência que lhe instiga a fomentar tais coisas... como el sembrador que, amando uma flor, mesmo por ele não plantada, sabe que deve regá-la p'ra que essa beleza vividifique, perdure, e procrie...



...perdoname a longa ausência, querida filósofa, mas como bem sabes, há certas coisas que não têm a minima graça de se fazer ''na corrida''... o dia ainda possui a mesma qüantidade de horas, e eu continuo um sujeito...atrapalhado, ao lidar com elas...

...como gosto de vir aqui e degustar sem pressa tuas palavras, deixo p'ra fazer isso qüando posso saboreá-las adeqüadamente, e com o apetite que merecem, aumentado pela abstinência...



...viste? Já me convertesse n'um canibal com essas tuas letras, hehehe...








...el beso aquel!...

Van disse...

TEU
Não faço, podexá. Estarei sempre aqui. Beijucas querido.

MAGO
Uia! Que lindo isso! Adorei. Obrigada de coração. Beijucas

ROSE
Obrigada, querida. Beijucas

MESTRE
Teus comentários são realmente um banquete. Um caso à parte. É preciso atenção redobrada e sentidos atentos pra ler tudo o que existe, esse mundo por trás de tudo. Esse mundo que é você, meu querido. É.... Teus comentários são especiais. Saiba disso.
Beijucas

Bill Falcão disse...

Beleza, Van! Uma poesia/prosa de arrepiar mesmooooooo!!!!!
Bjoooooooossssssss!!!!!!!!!

Ciça Donner disse...

Nossa que lindo Van... mas nao me atrevo a descobrir que é...

Graça Pires disse...

É você "que canta onde as palavras calam"... Belo texto. Interrogativo. Sensível.Um grito de águas súbitas nas pequenas coisas.
Um beijo Van.

Van disse...

BILL
Opa! Arrepio é coisa boa heim? kkkkk
Obrigada querido.

CIÇA
Ahh, amore.... Não tem nada que essa tua lente fotográfica não descubra! ;) Beijucas, lindona.

GRAÇA
Até teus comentários são um show de poesia à parte. Delícia! =))))
Beijucas

MCI disse...

Sempre contundente e inspirada.
Sempre desabrochando numa forma mais VIVA de existir no momento-agora de ser.
Encantador!

Beijos.

Mário disse...

Quem é essa especial pessoa que tanto esperamos para que nos ajude a descobrir quem somos e por quem estamos aqui?

Lindo, Van.

Parabéns.

Edu Grabowski disse...

Linda Van (Amore)!! faz tempinho que nao passo por aqui...que não me perco em suas palavras.... letras que transformam frases em texto e harmonia... Que não me deleito em textos seus!
Quem é voc? céu e inferno. sombra e luz. bonança e tempestada.... é tudo, é nada! é começo e fim! Quem é vc? ta vendo lindo demais o texto..lindas palavras, rimas...inspiração total!

beijos linda. Adoro vc!
Edu.

ps... pq sumiu?!

Bill Stein Husenbar disse...

Tem selo para dar para você:

http://img120.imageshack.us/img120/6729/selotd4.jpg

É uma prendinha especial para congratular um excelente trabalho.

Obrigado.

Bill Stein Husenbar
http://www.desabafos-solitarios.blogspot.com

Patty disse...

Maravilhoso!

Beijosssss

Profº. Eric Frantto disse...

Muito bom, querida. você, sempre de bem com a filosofia, héin?! Beijinho! Vai lá no "Óculos e all star". Sumiu! Bjo!

Van disse...

DAN
Encantador como você, moço. Beijucas

MÁRIO
Quem é essa pessoa? Será que ela realmente existe? Ou será que isso tudo que buscamos está em nós mesmos? Bom te receber aqui. Beijucas

EDU
Eu estava viajando, amore. Você é sempre inspirado, mesmo quando diz que não. ;) Beijucas

BILL
Obrigada querido. Vou lá receber com muito carinho. Beijucas

PATTY
Ahh, querida. Obrigada! Você é linda demais! Beijucas

ERIC
Obrigada, moço. Vou lá sim. Andei meio sumida, mas tô voltando. Beijucas muitas.

Edu C. disse...

A sutileza não está na pergunta, mas na possível resposta da epígrafe!!
De apertar o coração...

Van disse...

EDU
Se a gente apertar bastante, acaba espremendo a resposta? Beijucas querido.

inatingivel disse...

SOLIDÃO

“Somente ao homem é dada a solidão”
Vicente Ferreira da Silva, filósofo brasileiro (1916-1963)


Meio de franquear o real,
átrio para a liberdade.

Recolha necessária à progressão,
a solidão,
é possibilidade de reavaliação
do todo social
e evolução individual.

Mas,
não há simplicidade
no rompimento humano.

E para ser genuíno,
tem que advir duma atitude positiva.

Na solidão,
a consciência reconhece-se.

A solidão admite o encontro!

in Metafísica [Poética]

Tomo a liberdade de colocar este poema de minha autoria.

Muito bom o seu espaço.
Obrigado pela reflexão.

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari