AMOR E ILUSÕES


All I Need - Radiohead

Você não está. Você nunca esteve de verdade. Eu te inventei magicamente pra suprir-me do vazio e do tédio. Para que o cotidiano não me sangrasse eu te criei em mim. Assim, com fúria e necessidade. Com negação e vontade. Enfrentei meus eus, mergulhei nos meus profundos mais intrínsecos pra arrancar lá de dentro o que você me faz sentir. Há uma corrosão. Há um pulsar dolorido. Há um viver contido.
E eu bem que queria engolir sua vida como quem lambe um sonho. Sorver os instantes antes que derretam, antes que escorram! Antes que me escape tudo pelos dedos: vida, sorriso, ilusão, personagem e desejo.
Eu quero existir completamente despida de todos os nãos e de todos os ácidos. Não quero ser seca como o tempo que me habita. Não quero um abismo de desilusão pra me acordar e diariamente me fazer ver o tamanho da minha escuridão. Quero um espelho que leve à verdade distante que eu imagino como sendo minha. Quero um salto, um vôo direto para a perfeição de saber-me amada por... (Por quem?)
______________________________

Você não existe. E esperar por algo é inútil e infantil. Espectros não mandam flores, nem compõem canções. Fantasmas não beijam, não sentem, não abraçam os quereres, não penetram. Há um vazio que eu aprendi como sendo meu. Ele me espreita e me inunda com seu nada. E você, meu amor, é uma criação que conhece todos os meus ocos e todas as minhas vozes.
Há uma tempestade aproximando-se e formando-se bem acima do meu abrigo. Inevitavelmente vai chover. Lá fora e aqui. Porque as fantasias que criamos e alimentamos um dia despencam sobre nós. Feito temporal. Cruéis. Inteiras. Pesadas. Doloridas. (Elas também passarão...)
Eu busco um modo de escapar da solidão. Por isso me meto no meio da tempestade, no olho do furacão. Bem ali onde nada me alcança e onde é tudo seguro. Eu vivo secretamente a minha própria ilusão. "E o que é de vidro quebra no meu coração". Esqueço de fazer poesias e há um desânimo suspenso no ar, antevendo alguma explosão. Tento ignorar algum futuro. Desdenho o destino. Nego que tudo é possível. E você não me quer, não me vê. Quer botar tudo a perder. Como se...
______________________________

Você não está. Nunca esteve. Porque você não existe como coisa sólida que eu possa tocar. Vive paralelamente na dimensão da poesia inacabada, da poesia que quer nascer. Você co-existe com as coisas que desejam explodir mas não acham caminhos... É um alguém que me deixa e me volta insistentemente. Um alguém que acorda e adormece dentro de mim. Um alguém que come e definha minhas palavras...
Você é ponto e vírgula, pausas e reticências... Nunca um ponto final!
Uma ilusão habitando minha vida, preenchendo o meu nada, o meu breu.
Apesar de...

"E ficou tão frio que amanheceu"...


Por Van Luchiari ©

  • FALTAM 08 DIAS PARA O MEU ANIVERSÁRIO! (Grande @*#$%¨&*&¨%$#!!!!!)

17 MIL RECADINHOS:

Anne disse...

Nossa, Van, que coisa mais linda isso!!! Se em inferno astral tu escreve desse jeito, acho que quero um inferninho pra mim tb...rs. Menina, arrepiou aqui!

Aliás, parece que o texto foi escrito com o que eu tenho sentido agora. Criei uma pessoa dentro de mim que agora vejo que não existe. E dói, ainda bem que dores sempre passam, não é? E amor, e saudade e solidão, tudo passa. E vai passar, rápido!

Lindas palavras, linda vc!!!
Te adoro menina!
Bjos

Graça Pires disse...

O amor. A ilusão do amor. A mágoa do desamor. Belo texto Van.

Van disse...

ANNEZINHA
Querida, sei bem o que você está passando. E eu tinha certeza que esse post ia "bater" com a tua estória. É duso mesmo passar por essas coisas. A ilusão devora a gente muitas vezes! Ainda bem que temos amigos que nos puxam pra realidade e nos mantém sãos. Te adoro lindeza. Tô aqui. Beijucas

GRAÇA
Sem esses elementos que poesia serviria? Que poesia existiria? Né minha querida poeta? O amor é o mote preferido dos poetas.... Ainda. Beijucas

Mago Ykhro disse...

"...deixa e volta... acorda e adormece..."
......
......
Poderia o Ser Universal permitir que um amor assim *não* tivesse alguém "na outra ponta" querendo você (poeta), que para essa pessoa também seria igualmente uma fantasia que "despenca feito temporal, cruel, inteira, pesada, dolorida"???
Enquanto não explode em mim mesmo essa mesma intensidade de querer, ouso dizer que há esperança. Depois, sendo eu mesmo a mergulhar nessa dimensão insólita... então... nem sei...!!

Paula Calixto disse...

A gente só co-existe quando há no outro e o leva de bagagem.

É.

Inventando o mesmo.

Beijos.

Paulo R. Diesel disse...

O que seria de nossas vidas se não existisse, volta e meia, uma tempestade que nos levantasse do chão e nos jogasse as alturas.
E é nas alturas que misturamos realidade e fantasia e tentamos compreender os mistérios que aparentemente são incompreensíveis.

Bem feito esta colocação gramatical de vírgulas, pausas, reticências, exclamações, interrogações e sem ponto final.

Beijo, Van

Van disse...

MAGO
Deixou-me completamente sem palavras! Acho até que minhas faces coraram..... Beijucas

PAULINHA
Só assim. Tudo é dual.
Beijucas

PAULO
Eu, sem essas tempestades, essas alturas, esses mistérios... sou nada! Beijucas

inatingivel disse...

Belo texto, Van.

Aqui vai um pequeno poema meu, porque talvez alguém tenha estado.

"PLENITUDE

Estivemos num momento.
Breve.
Fugaz.
Um segundo.

Não fui capaz.
E assim
estou aqui,
profundo,
a pensar em ti.

Sim,
podia não te dar o mundo,
mas ajudar-te-ia a preencher o universo.

Mesmo num momento,
mesmo por um segundo."

in 30 Mensagens de Amor e uma Recordação

um beijo

inatingivel disse...

Belo texto, Van.

Aqui vai um pequeno poema meu, porque talvez alguém tenha estado.

"PLENITUDE

Estivemos num momento.
Breve.
Fugaz.
Um segundo.

Não fui capaz.
E assim
estou aqui,
profundo,
a pensar em ti.

Sim,
podia não te dar o mundo,
mas ajudar-te-ia a preencher o universo.

Mesmo num momento,
mesmo por um segundo."

in 30 Mensagens de Amor e uma Recordação

um beijo

Ricardo Rayol disse...

viva ao inferno astral minha querida...

sifro disse...

Esa persona existe. Esa persona es quien nosotros decidamos que sea...aunque podemos compartirla con algo que sólo exista cuando nosotros lo llamemos.....pero que no está, que nunca estuvo de verdad. Por que quién elegimos que estuviera, está..!!!



no se si me he explicado...;-))

Van disse...

INATINGÍVEL
Como sempre, teus poemas são um primor! Lindo esse! Obrigada por compartilhar comigo. Beijucas

RICK
Que saudadeeeeeeeeeeeeeeees!!!!!!!

SIG
Meu anjo, entendi perfeitamente. Lindo isso. Lindo você, meu querido espanhol. Beijucas

Patty disse...

Van,

É mais doloroso terminar com uma "ilusão" do que propriamente com o "objeto" que a causa, porque a ilusão cria raízes em nosso sonhos e sentimentos. Fechamos os olhos e lá está ela quase inatingível. Leva tempo pra se dissolver. Mas, ainda bem que passa...

Beijo, querida!

livia soares disse...

Querida Van,
mergulhada no discurso amoroso, embriagada e embriagadora como sempre... belo post.

Um abraço.

Van disse...

PATTY
Querida, ainda bem!!!!!! Ainda bem meeesmo! Beijucas lindona.

LIVIA
Que linda! Que delícia de comentário. Obrigada querida. Beijucas

Mestre Splinter disse...

...acho que eu devia ter lido este primeiro... :/

...gostei bastante, pois aqui tu dizes algumas daquelas verdades que todos nós sabemos, mas que poucos se atrevem a dizer, e ninguém a aceitar... o que se chama ''amor'' é aquele conhecido baile de máscaras, onde bailamos com nosso sonho, e pela manhã nos resta a fadiga e um sabor amargo na boca...

...deveríamos poder ''amar'' sem querer o mesmo, maaas...

...vai ficando cada vez mais frio, não é verdade?




...muito bonito, este final...

Flávia disse...

Vontade de pegar esse texto, colocar dentro de uma caixa bonita embrulhada com um laço vermelho e mandar pra alguém com um cartãozinho onde se lesse, apenas:

.

(sim, um ponto final)

Beijos, linda.

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari