"QUE O TEU AFETO ME AFETOU É FATO, AGORA FAÇA-ME UM FAVOR..."

* 18 dias...

>>> Foto by Van Luchiari <<<


My Immortal - Evanescence

Faça-me o favor de desistir de mim!
Mas desista depressa que eu não sou de brincadeiras de gostar. E cansei-me dessa superficialidade que tu achas que eu sou. Porque não sou. Sou muito além, muito mais.
Faça-me o favor de construir teus muros bem altos que é pro meu aríete não conseguir derrubá-los. Fique aí na tua fortaleza e
não me deixe entrar. Deixa-me de fora do teu mundo. Faça-me esse favor. Mude seu rumo, mire outros alvos, que o meu coração é alvo difícil. E atingi-lo é um risco desnecessário.
Tire as tuas mãos macias da minha pele imaginária.
Não me toque mais com tuas poesias genéricas e indecifráveis. Continue na superfície das coisas. Continue com tuas palavras fugidias. Continue assim, longe e mistério. Fuga e descaso.
Perca o interesse por tudo o que é meu.
Poema, corpo e música. Palavra, tempestade e silêncio. Boca, presença e voz. Porque no fundo eu sei: nada disso é relevante pra ti e pra você eu sou... ninguém.
Faça-me o favor de deixar minhas ilusões quietas, de deixar minhas fantasias em paz.
Não sou de jogos. Não tenho estrutura pra isso. Sou do agora, sou do ousado e do aflito.
Não brinque com o meu fogo porque ele queima muito mais a mim do que a ti, que nunca se aproxima demasiado. Então não me queime.
Peço-te.
Faça-me o favor de não testar a minha paciência. Sou das verdades. Preciso de profundidade, preciso de entrega, preciso de dedicação e clareza. Não de mentiras, punhais e arranhões! Desses já tenho a coleção completa.
Pois faça-me o favor de trancar as tuas janelas e portas, de colocar mais obstáculos no caminho, de danificar o pedestal, de quebrar os espelhos e fechar as cortinas desse palco em que atuas. Eu prefiro os bastidores, o camarim onde mora a verdadeira intenção, onde a carne é nua e exposta, onde eu existo e sou única e onde posso conhecer as coisas em sua cruel realidade. E posso ser quem sou. Essa lágrima insistente borrando a maquiagem. Porque ama. Porque dói. Porque é ferível e se corta com facilidade porque vive sempre à flor da pele.
Faça-me o favor de não se aproximar das minhas tempestades se não estiver preparado para molhar-se inteiro. Faça-me o favor de esquecer a fúria da minha paixão.
Faça-me o favor de continuar espaçado e esporádico, assim fica mais fácil abandonar-te do meu corpo e da minha mente. Apareça sempre como quem já vai embora. Como de praxe. Faça-me o favor de sempre sumir por algum tempo, porque assim fica fácil te esquecer. Ou suma de uma vez e me liberte. Faça-me o favor de soar as badaladas libertadoras da meia-noite. Aquelas que vão fazer cada coisa voltar pro seu devido lugar. Aquelas que vão despertar meus ouvidos e meus olhos para o real. Sair do imaginário, desacatar a ilusão que eu criei.
Faça-me o favor! Esqueça de me transformar em musa. Eu não sou. Não de verdade... E você não precisa de mais uma musa. Já as têm de sobra! Pra quê mais uma? Não sou peça de coleção.
Faça-me o favor de desistir de mim! Faça-me o favor de não subestimar minha inteligência, de não me considerar igual a todas as outras a quem teu afeto afeta. Porque sou dos inteiros. Metades não me satisfazem. Faça-me o favor de saber disso!
Faça-me o favor de pegar o caminho ao lado, aquele que passa afastado do meu amor, do meu coração. Meu coração merece exclusividade e transparência. E mesmo eu o querendo tanto tanto ao meu lado, comigo, mesmo assim latejando esse desejo insano, preciso ser tua única estrada. Ou pegar um atalho e me desviar de uma vez de ti. Fazer outro caminho.
Faça-me o favor de retirar tua imagem do meu pensamento.
Não quero ser dominada por uma idéia irreal do que tu és. Eu nem sei quem tu és.
Eu não sei aprender-te. Não sei apreender-te. Não conheço a cor dos teus olhos, porque nunca te vi ou ouvi e o que você me dá é pouco. Migalhas que eu gostaria de dispensar de vez, não fosse tão fome a minha fome e tão sede a minha sede!
Faço-me de cega, invento palavras e sentimentos, enfatizo meu masoquismo e
corro em direção ao nada. Um abismo escuro sem ecos, sem fim. Uma armadilha repetida. E eu não quero mais!
Faça-me um favor... Afete outras. Eu não gosto de afetos rasos.
Faça-me o favor de continuar inatingível. Assim impossível e ilusório. Um devaneio inconsequente que um dia esquecerá de me torturar. Esquecerá de mim no tempo breve se um suspiro.

Esqueça-me.
Não me veja. Feche os olhos.
"Que o teu afeto me afetou é fato, agora faça-me o favor....." *
Faça-me o favor de desistir de mim!

Por Van Luchiari ©
* Trecho da música "A fé solúvel" (O Teatro Mágico)




Tem novidades no Deu TILT no DiVAN (humor) e no SECRET LOVE (erotismo)

24 MIL RECADINHOS:

CRIS disse...

MENINAAAAAAA(ACREDITE USO O TERNO DE FORMA CARINHOSA)O QUE,QUE É ISSO..PERDI A FALA, A RESPIRAÇÃO..BOM DEMAIS!
Cris Lima

Tio Patinhas disse...

Van,

Espero que você nunca tenha que usar esta carta premonitória. Pois é isto que ela é, não? It's so sad... :-(

Gerinho da Terra disse...

Tantos pedidos para que vá embora só que que na verdade fique. tantos pedidos de que a esqueça só para que nao te tire da cabeça, nem nos sonhos.
Pedes tanto que não seja só metade pra ti, mas queres que seja só pra ti, mais que inteiro, seja dobrado. Que ame Van, que beba Van, que coma Van, que respire Van. E o que restaria diferente de Van depois disso? Só a Van, acompanhada de si mesma, mesmo no corpo de outra pessoa.
Pedes demais, porém pedes muito bem pedido.
Beijo enorme.


Gerinho da Terra

Van disse...

CRIS
Obrigada, querida! Respire. Respire. E comece tudo denovo. ;) Beijucas

TIO PATINHAS
Não é premonitória. E já foi usada quando foi preciso. E se for necessário, eu a usarei denovo e denovo e denovo... Algumas cartas são eternas e atemporais. Mas veja: ela é cheia de contradições. Como percebeu muito sabiamente o Gerinho da Terra, que comentou logo abaixo de ti. É um: Vá! (mas não quero!). Esqueça-me. (porque se você não me esquecer, se você não for, eu nunca te esquecerei). Não dizem que as mulheres dizem SIM querendo dizer NÃO e vice-versa? Pois então....
Leia sempre as entrelinhas. Há mais do que palavras nas coisas que escrevo.
Beijucas

GERINHO
Análise brilhante!!!! ;) Leitor de almas? Ou apenas um observador sábio e atento? De qualquer forma, viu além. E isso é raro. Obrigada, querido.
Beijucas

jessicadeverdade disse...

Sem palavras!
Que texto! E amo teatro mágico também...menina...vc arrasa!
té mais

João disse...

Pena que minhas lágrimas não cheguem, mas você já as enxugou outras vezes para saber como é.~
Não vou te pedir nenhum favor. Vou ficar quietinho relendo e pensando se tenho coragem de mandar para o Ma. Não sei se ele merece tudo isso.
Te amo, sinto tua falta.
Todo meu amor,

P.S. Já estou de volta, cheguei ontem.
P.S. Você leu meu email sobre meu sonho?

Gerinho da Terra disse...

Um observador atento que descaradamente pretende um dia ser leitor de almas, mas isso lá pra 2039.
Mas é que fica óbvio que debaixo desse azul celeste, tem muitas galáxias se chocando em explosões impensáveis.
Grande beijo

Gerinho da Terra

Mago Ykhro disse...

Resposta do meu Superego Alternativo à autora dessas palavras neste post...
-------------
..."Quisera eu fosse capaz de me projetar em teu pensamento, tanto quanto você é capaz de retê-lo em mim e da forma como sempre me larga dele quando assim o quer...!"
--------------
Agora, um comentário do meu Eu (consciente de mim): "Oh my God, what a forbidden wish!"

Mai disse...

Van,

a primeira vez que comentei um texto teu, parecia algo assim.
Uma espécie de 'ação de despejo'...
Um grito e uma ordem assim.... Vá para a ponte que caiu!!!!
E lembro que foi isto que mais adorei.
Van, em dezembro tive um problema sério com a saúde de minha mãe e pensei que ela desistiria dela e do mundo.
Até que 1 dia depois do natal ela, sozinha, me pediu um papel toalha e 'ARRANCOU' uma crosta da língua que estava 'necrosando'
a partir daí, ela começou a melhorar.

Acabaste de arrancar uma crosta de tua pele....

Agora a pele regenera.

beijos, Linda!
Posta uma foto sorrindo.
Aquela ali eu vou imaginar que estás cantando de olhos fechados, concentrada na música e não triste.
Crostas que vão necrosar, quase para nada prestam....


outro beijo.

Van disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Van disse...

JESSICA
Querida, que delícia ouvir isso! =)))
Brigada, moça. Brigada mesmo. Beijucas

JOÃO
Saudadeeeeeeeeeeeees!!!!
Será que manda? Acho melhor não. Sei lá. Queria ter todo o tempo do mundo pra estar com você. Love U. Beijucas

GERINHO
Aposto que você consegue isso beeeem antes! ;) Quanto às explosões por aqui... bem... você está certo mais uma vez. Viu só? Tá me decifrando rápido.
Beijucas

MAGO
E o ID? O que diria o teu ID?
=))))))))
Beijucas

MAI
É assim mesmo, querida. Purgar, vomitar, colocar pra fora o que nos envenena. Expulsar o que faz mal. Quebrar todas as correntes que nos prendem e nos puxam pra baixo.
EXPLODIR algum verso, alguma canção... E finalmente, CURAR-SE!
Dói. Mas passa.
Que linda você e tudo o que escreve!
Uma honra te ler e te ter por perto.
Beijucas Muitas

Ígor Andrade disse...

Eu não te esqueci, Van "Imaginativa", é que teu blog só abre quando quer. rs
Eu não desisto daqui!
Abraços!

Mago Ykhro disse...

Van, você indicou uma abordagem sobre o campo de conflito entre todos esses níveis mencionados! Nesse caso, apenas a descrição de um sonho poderia fornecer indícios.
...........
...........

“Há um demorado flutuar, nenhuma necessidade de chão. A sensação é de ventos em suaves espirais - brisa soprando as brasas que já se notam."
..........
..........

Acordar seria o pesadelo.

Estar consciente é a perda. É esse o próprio “ID” repressor.

gdec disse...

Ó eu queria ser esse que V. manda embora .
Geraldes de Carvalho

Rany disse...

tanto " desistir" mais na verdade é um não desista...
A vontade chama, seus desejos são ordens!


Texto sensacional!

Monday disse...

bom, acho que parece que o recado está claro, não?

mais claro ainda o recado oposto, pra quem quiser se aproximar ... hum, vai encontrar coisa boa pela frente ... adoro intensidades ...

bjks, moça, e continue assim ... faça-nos esse favor, tá?

Graça Pires disse...

Uma carta cheia de amor contido...
Quer mesmo que desista?
Beijos Van.

Patrícia Lage disse...

Soltei um baita palavrão na hora em que terminei a leitura! E durante, meu peito foi se completando de força, como a que o texto nos traz. Já usei um discurso desses, quem nunca precisou? Explodir os sentimentos, expulsar o ruim, demarrar os versos pra ser poesia sempre.

Lindo tudo, Van!
Te dou meu aplauso, meu carinho e 'todo amor que houver nessa vida'.

Ruberto Palazo disse...

Impressão minha ou esse foi o grito do seu coração?

Eu tbm já senti isso...e já gritei!

Beijos!!

mulher perfeita disse...

vc sempre acerta

Van disse...

ÍGOR
Parece que o blog tá dando tilt no IE. Mas que bom que não desiste. Beijucas

MAGO
Gostei das brasas! ;)
Então.... Acorde não!
Beijucas


Eu jamais te mandaria embora. Tenha certeza disso. ;) Beijucas

RANY
Moça linda, obrigada pela visita. Vou lá conhecer teu espaço hoje mesmo. ;) Bom te receber aqui. Se gostou, volte!!! Beijucas

MONDAY
Querido, viver tem que ser intenso! Concordo com você. :) E se quiser, pode se aproximar. =) Prometo não mudar, só se for pra melhor! Beijucas

GRAÇA
Não! Mas não conta pra ninguém! =))))
;) Beijucas

PATY
Amoreca, esse tipo de texto serve como catarse, grito, devastação... purgar os venenos é sempre bom. Por isso, vez em quando, meu peito grita essas coisas. Assim me purifico. De mim mesma, principalmente.
Te amo, coisa linda! Beijucas

RUBERTO
É, meu querido pavão..... Um grito não! Uma baita algazarra mesmo! Uma confusão!!! kkkkkkkkk
Mas depois de gritar, tudo se ajeita! =))) Beijucas

Paulo R Diesel disse...

Súplicas que podem ou não ser atingidas.
O sentimento é lindo e falar, gritar, expulsá-lo de dentro da gente é indescritível.

Van disse...

PAULO
Sentir assim é realmente lindo.
Beijucas, querido.

sifro disse...

¿¿¿Desistir de ti???....NUNCAAAAAA...!!!

;-)


evanescense, my inmortal......volviste a acertar van, volviste a acertar una vez más.....muá!

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari