OS CACOS DAS HORAS


Happy Ending - Mika


Sim.

Eu disse que me daria inteira.
Eu disse que não haveriam barreiras.
Eu sei.
Mas algo errou a direção, perdeu-se.
E as promessas derreteram-se no tempo
presas no arame farpado da tua frieza
aprisionadas na miragem desse amor despedaçado.

Um instante e tudo se vai.
Uma ausência. Uma saudade.
E o relógio pressente os cacos das horas.

Sim. Eu disse que seria tua.
Eu disse que entre a minha pele e a tua vida
não haveria lógica, nem véu, nem metades.
Mas o acaso alcançou uma pausa, uma sobra, uma fenda
E o silêncio que não passou de sussurro cercou-se de finitudes.
Tudo ficou suspenso.
Menos a solidão.

E em algum segundo descuidado eu morri um pouco
entre o que me foi dito em entrelinhas e a sombra desse amor.
Desacerto. Caminho errado.
Não há mais pontes.
Não há mais forma de transformar a perda
em uma vontade nova.

Sim. Eu disse que te amaria tanto e sempre.
E ouvi um eco recalcado como resposta.
Mas o teu vácuo sugou tudo.
Arrasou meu sentir.
Promessas áridas. Acidez. Corrosão.
Palavras vãs na bruma do teu pensamento.
O caos do teu sentimento não me alcança mais.
Um vidro quebrado. Os pés descalços.
E deu-se o fim.

A pele que sangra, a voz que cala.
E então eu não disse mais nada.
Mais nada.



10 MIL RECADINHOS:

VFS disse...

o fim é outra forma de início.

tudo é movimento e evolução!

Merlin disse...

"Nunca somos tão indefesos contra o sofrimento como no amor, nunca tão desamparadamente infelizes como quando perdemos o objeto de nosso amor ou seu amor".

Sigumund Freud
(Das Unbehagen in der Kultur, 1930)

tita coelho disse...

Adorei essa poesia Van! Densa, densa, menina :)
beijocas

Van disse...

VFS
Querido, tudo é cíclico. Ainda bem. Hoje eu findo. Amanhã renasço.

MERLIN
É verdade... Não há nada mais triste... Freud explicou. Mas como eu disse ali em cima, tudo é cíclico. Coração regenera. Ainda bem.

TITA
Eu também adoro essa! Tem algo nela que me atrai. Não sei se a tristeza, ou o que há por trás dela, nas entrelinhas... Uma força oculta ali, esperando pra explodir. Mas o que sei eu, né?
;) Beijucas amoreca.

Nuno de Sousa disse...

Linda a tua forma de escrita e uma escolha fantástica q fazes das imagens, algumas são tuas, outras não pelo que percebo... mas adorei este momento e a musica linda.
Parabéns amiga... fica a minha bjoca
NUno

Ricky Bar disse...

Esvazio em ti meu desejo
Contemplando teu repouso sereno
A tua pele molhada,
Na noite fria orvalhada
Refletida na água do lago, blue
Resplandece num casulo
De prazer e tentação
Fazendo-me desejar-te
Com muito mais paixão

Van disse...

NUNO
Muito obrigada querido. Sim, eu misturo fotos minhas com fotos escolhidas na net. Em geral, costumo editar um pouco, colocar meu estilo mesmo nas fotos da internet. Que bom que gostou de tudo. Música, texto, fotos... Eu sou sua fã. ;) Beijucas.

RICK
Sempre intenso né, moço-lobo? Sempre com poemas ótimos! Perfeito esse! Beijucas

sagher disse...

desafio no meu blog

Kiara Guedes disse...

... Que o silencio disse não.

Cheguei até aqui, "caminhando" por ai. Instigada pelo nome, vim van filosofar.

Abraços

Van disse...

SAGUER
Responderei logo, querido. Beijucas

KIARA
Um prazer te receber aqui, querida. Seja sempre bem-vinda. Beijucas

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari