SOB A TUA SOMBRA ©

Sob. Sobre. Entre. Em. Por...Você. ©
"I won't go. I won't sleep. I can't breathe 'till you're resting here with me."


Here with me - Dido

Sob a tua sombra as coisas são mais claras.
Sob a tua sombra minhas mãos são mais frescas.
Meu gosto é doce e estimulante e derrama-se em saliva quente.
Sob a tua sombra, tudo ao redor existe e respira.
De repente.
Sob tuas asas.

Sob a tua sombra tudo em mim é seguro e confortável.
Sob a tua sombra tudo explode em êxtases inacabados.
Meu desejo é áspero e urgente. Um grito à flor da pele.
Sob a tua sombra meu corpo é cio. Frenesi constante.
Luxúria e rompante.
Sob a tua vida.

Sob a tua sombra
As coisas têm mais gosto. A alma tem mais vento.
A pele tem mais vida. O corpo não tem senso.
Sob as tuas asas.
Sob a tua sombra.

*Texto registrado na Biblioteca Nacional. Todos os direitos reservados ©
Creative Commons License
SOB A TUA SOMBRA © by Van Luchiari is licensed under a Creative Commons
Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License


NOVIDADE! Você já foi conhecer o VANZINE ©?
Ainda não? Pois te espero. Entre, visite, comente. Será um prazer.
CLIQUE AQUI e derrame-se por lá também.

7 MIL RECADINHOS:

Nuno de Sousa disse...

Cá estou de volta :-), e que bom te ler, já tinha saudades de aqui vir... mais um belo momento de poesia numa bela escolha em fotografia.
Bjs grandes em ti amiga,
Nuno

Flavio Ferrari disse...

Canta Asa Morena (composição de Zé Caradipia - cantada normalmente pela Zizi Possi) ...

Cristiano Melo disse...

Van,
Quanta entrega ousada em letras, deu pra sentir o sangue doado daqui! Que as asas de ave sejam de pinguins, e seu hábito de entrega amorosa.
Belo e de tirar o fôlego.
beijos

Merlin disse...

De 0 a 10: 10! Este é uma pérola de rara beleza, Sulamita.

sifro disse...

Perfecto..!!!...encantado de que seas....mi sombra...!!.... ;)

Osmar Reyex disse...

Na minha sombra
sob a minha asa,
descanso de sobra
e o corpo em brasa.

Gosto muito da VL em letras.

Mago Ykhro disse...

Quisera poder projetar assim minha sombra, desde que percebesse, nela desenhada, inteira silhueta tua!

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari