TUDO O QUE EU SOU É SEU ©

Ao meu amor...

Tenho pensado em você...

A você eu dedico todas as idades que já tive e as idades que ainda vou ter.
Você que diariamente me ama e me encara. Você que suporta minhas manias e meus erros, minhas tolices e minha preguiça, meu caos e minha ordem, minhas desilusões e minhas conquistas. Minhas pausas.... meu barulho e meus silêncios.
Você que me vê como eu sou e ainda assim permanece.
A você eu dedico a minha imagem. Essa que os seus olhos refletem tão nitidamente.
Quero manter-me viva pra você! E nunca lhe machucar. Porque não posso lhe machucar sem me ferir, sem me sangrar.
A você eu dedico tudo o que eu fiz e tudo o que eu disse até hoje.
Tudo aquilo que me fez ser o que eu sou... é pra você. Eu lhe dou essas coisas todas que enumero e tudo o que eu lembro.

Você que me puxa de dentro do meu próprio poço, de dentro do meu medo. Você que sobe no palco junto comigo e sente-se inundado de tanta luz. A você eu dedico as palavras todas! Mesmo as que eu ainda não disse e as que ainda não criei.
É por você que o dia nasce. E é por você que anoitece. Veja! As estrelas no céu, são todas suas! As minhas estrelas e os meus êxtases são seus.
Eu lhe dedico o meu mágico poder de trazer estrelas para as brincadeiras.
Eu lhe dedico o meu caminho, mesmo que torto! Percorra-o comigo! Há uma longa estrada de pedras preciosas e quero lhe dar cada passo dela.
Eu lhe dedico toda a minha coragem. Eu lhe dedico os meus cuidados. Eu lhe dou o meu talento. Os meus espinhos e as minhas dores. A minha sina, a minha voz. Todos os riscos que eu corro... são seus.
É por você que eu canto! E eu quero cantar você bem alto de todos os telhados do mundo. Eu lhe grito e sussurro tudo o que eu sou.
Eu lhe dou também a minha sombra. O lado oculto que habita em mim. Aquele que sonha e que esquece. Aquele que morre um pouco a cada dia. Aquele que dói, que lateja. Que erra, que envelhece.
Eu lhe dedico essas coisas todas que enumero e onde habito: o meu sorriso no fim do dia, as minhas pernas e o meu corpo, mãos, bunda, sexo, lábios, nuca, braços, língua, dedos, pés, coxas. A minha boca, calada ou não. As minhas tempestades e as minhas calmarias. As minhas introspecções e os meus devaneios. O meu rosto e o meu olhar. Todos os meus 'eus' menores. Todo o meu sagrado. Todo o meu profano. Todo o meu erótico e o meu santuário.
Tudo aquilo que passa por mim e aquilo que eu crio. É tudo pra você!
Eu lhe dou o meu farol e a minha luz. Eu te dou também a minha escuridão. E olhos pra me olhar quando tudo o mais se apagar.
Tudo o que eu sou é seu!
Isso é tudo o que eu posso oferecer....
E é tão pouco. Porque eu sou pouca.... Mas ainda assim é o meu tudo.
"Se eu tivesse mais alma pra dar, eu daria. Isso pra mim é viver".*

Van Luchiari ©
*Texto registrado na Biblioteca Nacional.
Todos os direitos reservados ©

Creative Commons License
TUDO O QUE EU SOU É SEU © by Van Luchiari is licensed
under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-
Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

*Djavan

Visite também VANZINE e SECRET LOVE (proibido para menores)

6 MIL RECADINHOS:

Letícia Losekann Coelho disse...

Ai que lindo, que declaração de amor Van! Parabéns aos pombinhos que juntos são um.
Beijos menina :)

Ruberto Palazo disse...

Uauuu....
Dificil definir o amor, mas entregar-se assim é prova de que estamos nesse estado...

Otimo te ver assim...

Beijos

paulo disse...

Sempre inspirada e aberta e leve e solta e dada e apaixonada.

Belo texto Van

Beijo

Anônimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Wooooh. Meu deus, Van, que coisa mais linda!!! O Dani é um cara de sorte. É raro o amor puro, verdadeiro e definido <3 hahaha

 
©2009 VAN FILOSOFIA! | by Van Luchiari